25 julho 2009

Poemas do Baú IV


Meu amigo escolheu esse por ser "pornografico".


VOU TE ROUBAR

Vou te presentear minha religião
Dividir como irmãos, meu pecado
Dentro da tua boca, colado
Com teu salgado e gélido coração.

Dar meu suor e minha loucura
Ao centro de teu singular ventre
Moreno e assim eternizar-lo
Com minha língua tão afiada.

Roubarei o mel dos teus olhos
Ganharei teu diamante pequeno
Engolirei a saliva de tuas pernas
Tua entre-pernas pelada.
Uma concha peluda e macia.
Um véu preso aos lábios.

Vou me presentear teu sexo
Dividir como amantes, nosso pecado
Dentro de bocas, molhadas e coladas
No fogo de uma fugaz paixão.


isso.

4 comentários:

La Sorcière disse...

Ahhhh e lindo...não achei pornográfico, achei erótico, mas com bom gosto....pornografia é uma coisa mais voltada pro mau gosto....amei!

Dan disse...

Também não achei pornográfico... isso soa muito comercial, vulgar...

Você trabalha bem o erotismo na poesia, estou fascinado.

Lembrar-me-ei de visitar o espaço mais vezes, o Baú é de muito bom gosto.

erikacristina disse...

Nossa! Muito bom esse poema! Dos melhores que já li. Vou indicar para minha cunhada que é apaixonada pelo tema de poesias eróticas!

Parabéns!

Érika dos Anjos
http://www.oquartoelemento.com.br

Bruxinhachellot disse...

Isso não é mais um roubo é um assalto ao coração armado. Excelente. Beijos de sol.