28 julho 2009

Ladrão de Livros


Meu amor pela literatura começou quando eu estava na primeira serie (que hoje chamam segundo ano). Na biblioteca do colegio onde eu estudava haviam livros da coleção Vaga-Lume, acredito que quase todo mundo conheça, e o primeiro deles que eu li foi "O misterio da ilha" ou "Ilha perdida", não lembro o nome exato.

Então descobri que podia pegar os livros emprestados para ler em casa. E quando fui todo feliz com um livro na mão a bibliotecaria me diz:
"Você não pode levar esse livro. Não é da tua serie."
"Mas eu gosto das historias desses livros."
"Não é da sua serie. É pro ginasio. Os do primario estão naquela estante ali."
"Mas eu não gosto."
"Não tem que gostar de nada. Coloca esse livro onde você achou. Se quiser pega da estante que eu te disse. e rapido que já está na hora de fechar."

Eu tenho uma caracteristica que ja me ajudou e prejudicou muitas vezes. Não tenho respeito nenhum pela autoridade, seja ela qual for. Quando fui colocar o livro de volta na estante, olhei pra velha opressora, ela não me dava atenção. E vapt, livro pra debaixo da camisa. Ali eu me tornei um ladrão de livros.
Cheguei a roubar mais alguns livros naquela escola, até que um dia a bibliotecaria me pegou e alê, coordenação.

"Você tentou roubar o livro da biblioteca Danton?"
"Ela não deixa eu ler os livros que eu gosto."
"Mas esses livros não são pra sua idade. Você tem que ler os livros que a gente manda. E nada justifica você roubar. A partir de hoje você está proibido de entrar na biblioteca do colegio."

Será que foi a proibição que me fez tomar gosto?

Isso me lembra outra historia que fez com que meu responsavel viesse a escola para resolver.
Uma vez a professor fez a seguinte pergunta: "Quando está chuvendo. O sol está no céu?" Minha resposta foi "Sim"... Mas a professora acreditava o contrario. Ela teimava que Não e eu dizia que Sim. "Você vê o Sol quando está chuvendo?" - "Não. Mas eu sei que ele tá lá." - "Quem é a professora aqui?" - "Você, mas você é burra. Tinha que voltar pra escola pra aprender." Nem preciso dizer o que isso causou numa sala de CA (atual primeio ano).


isso.

4 comentários:

Maycon Aguiar disse...

Olá, leitor novo no pedaço.
Sabe, acho perfeitamente justificável o delito. Censurada deveria ser a bibliotecária, por não deixar a criança ler o que quer. Raramente pessoas dessa idade tem o gosto da leitura, por que privar o amor de uma delas pelo livros? Não eram pornográficos nem nada. Faça-me o favor...
Abraços. ;)

isaa :) disse...

hahaha! Adorei! Tá certo que nada justificar roubar e.. Mentira! Quem tem fome tem mais é que roubar comida. Você tinha fome de conhecimento e a velhota era como um governante oprimindo a minoria (no caso, você é a minoria, é claro)! :P
Além do mais, uma professora que diz que o sol não está no céu quando está chovendo merece mesmo voltar a estudar!
Adorei o blog, volto mais depois, beijocas. :)

Francisco disse...

Olá, Danton!
Desculpe decepcioná-lo, mas essa megera que você se refere não é uma Bibliotecária, pois uma/um Bibliotecária(o) de verdade não impediria você de ler o livro, mesmo que isso contrariasse as normas da escola. Digo isso por que sou Bibliotecário e já trabalhei em biblioteca escolar. Sempre dava forma para quem quisesse ler.
Abraço e boas leituras!

Bruxinhachellot disse...

Que mulher intragável e ignorante. Ainda bem que não perdeu o gosto pela leitura. Seu blog é muito legal. Vou dar mais uma caminhada por ele. Beijos doces de sol e de lua.