22 agosto 2009

0,000(120zerosaqui)00001%


Assistia ao documentário "What we don´t know" que fala sobre novos rumos da ciência.

Como todos sabem desde o final da idade média que ciência e a religião se divorciaram litigiosamente aqui no ocidente. Durante esses séculos que passaram, cada um ficou na sua, sempre atacando-se mutuamente.
Para os ateus a ciência é a religião. E é bom que eles comecem a procurar outra, já que a ciência está flertando cada vez mais com a existencia de Deus.

O homem já é capaz de entender ao detalhe o funcionamento da vida, só não resolveu uma questão dessa equação, o porque dela existir. Essa força primordial que é a mesma dentro de uma planta ou ser humano, essa força invisivel e plural chamada Vida ainda é um misterio. Cientistas podem cria-la num laboratorio e ainda assim não conseguem explicar seu porque.

Os novos estudos da Fisica oferecem quase sempre o mesmo resultado. De que há um arquiteto para tudo isso. Que não somos mera evolução baseada num acidente e sim um experimento acompanhado e aprimorado ao longo dos milhares de anos. E que a raça humana pode sim ser uma raça escolhida.

Alegações.
Se qualquer uma das leis da física que regem esse universo fosse alterada 0,000(120zerosaqui)00001% a vida não seria possível. Mau poderiam formar estrelas. Os físicos afirmam que uma calibragem tão perfeita só pode ser obra de um processo de aprimoramento de uma inteligencia que não podemos imaginar.

A perfeita organização do nosso sistema solar para que na Terra exista vida. Diz-se que a vida aqui só é possivel porque os outros planetas nos "ajudam". Venûs nos mantem numa distancia prudente do Sol, Jupiter engole os asteroidos que esfarelariam a Terra, uma lua (que ninguem descobriu ainda como realmente se formou) que nos dá um eixo constante possibilitando estações, etc, etc.
Talvez essa formação do nosso sistema solar seja totalmente proposital e não obra de um caprichoso acaso.

Porque de entre tantas especies que existem no planeta. Apenas o Homo Sapiens foi capaz de articular um sistema de comunicação tão complexo?
Eu adoro pensar na ideia de um simio primitivo ao que lhe ensinam caminhar sobre duas patas. Nossos avós primitivos que aprenderam agricultura, astronomia, arte e religião dos "anjos caídos".


Eu vejo um futuro onde ciência e religião se unirão e a fé será impulso, e não entrave, para grandes descobertas cientificas.

isso.

Um comentário:

Natalia Fênix Gótica disse...

Olá rapaz vou seguir seu blog e com mais clama passo aqui um outro dia^^